Notícias
Geral

Câmara de ITAÚBA aprova requerimento para que governador retire incentivos de empresas favoráveis à moratória da soja

03/04/2024 ás 09:01:00

Assim como a maioria das Câmaras Municipais de Mato Grosso, os vereadores de ITAÚBA aprovaram na Sessão Ordinária de segunda-feira (01), um requerimento direcionado ao governador Mauro Mendes, que em tese pede para que sejam retirados os incentivos fiscais das empresas que aderirem à moratória da soja.

A moratória da soja é um embargo que prevê a não compra do produto, inclusive em áreas desmatadas de maneira legal a partir de 2008. Isso vai na contramão do Código Florestal brasileiro, um dos mais rígidos do mundo. Sobre isso, o governador Mauro Mendes já havia se posicionado. “Não podemos aceitar que empresas de outros países venham ao Brasil impor regras que não respeitem o nosso Código Florestal, criando parâmetros diferentes dos previstos no código, que é a lei ambiental mais restritiva do mundo”, disse.

Além de retirar os incentivos fiscais, o requerimento pede para que o governador Mauro Mendes envie um projeto de lei à Assembleia Legislativa, para que retire de conselhos estaduais toda ONG que apoia a moratória, como Greenpeace e WWF.

MT aplica R$ 2,3 milhões em multas por crimes ambientais no primeiro bimestre

Essa ação está sendo proposta pela maioria das Câmara Municipais de Mato Grosso, sob orientação da UCMMAT (União das Câmaras Municipais de MT) e visa dar sustentação política para que o governador tenha força para tomar essas medidas, garantindo o desenvolvimento da principal atividade econômica de Mato Grosso.

O presidente da CMI, Vereador Valdir Mathias ( PP) frisou que matérias como esta, que visa o melhor para as cidades de Mato Grosso e para nossa população são votadas e analisadas em caráter emergencial. O vereador agradece ao apoio dos vereadores do Prefeito Municipal e da Uccmat nesta campanha.

AGRNotícias/CMI

Compartilhe esta notícia!